Ocorreu no último sábado (20/09) o I Seminário de Socioeducação, organizado pelo Sindicato dos Trabalhadores em Entidades de Assistência e Educação à Criança, ao Adolescente e a Família do Estado de São Paulo (SITRAEMFA). A AASPTJ-SP foi representada por sua presidente, Elisabete Borgianni.

Informamos que vencemos mais uma batalha em defesa do convênio médico oferecido aos associados da AASPTJ-SP. A Federação das Unimeds do Estado de São Paulo (FESP) solicitou à Justiça que revogasse a liminar concedida à Associação e que estipula que o índice de reajuste contratual seja o adotado pela Agência Nacional de Saúde (ANS) – 9,65% e não os 47,52% estipulados pela prestadora, enquanto o processo estiver correndo. No entanto, a FESP teve seu pedido negado.

Semana passada a AASPTJ-SP empreendeu mais duas ações sobre a metodologia conhecida em todo o país como Depoimento Sem Dano. A convite da equipe técnica de Taubaté, representantes da Associação estiveram lá no último dia 12 para uma conversa entre técnicos, juízes, promotores e defensores públicos da região. No dia 13 acompanhamos outra ação promovida por assistentes sociais e psicólogos judiciários. Estivemos na Defensoria Pública de Santo André, que organizou uma audiência pública sobre o tema.

Você já conhece o Manifesto do Movimento Sociojurídico? Veja anexo