A AASPTJ-SP, representada pela assessora da Diretoria Vilma Regina da Silva, participou na última segunda-feira (17/08) de reunião de entidades representativas de servidores públicos do estado de São Paulo. O encontro ocorreu na Assembleia Legislativa e discutiu-se a divulgação de uma possível minuta de Projeto de Lei, pelo Executivo, que versa sobre a retirada de direitos dos servidores públicos, especialmente em relação à extinção da licença-prêmio, além da redução de incentivos financeiros (bônus e participação em resultados).

No dia 17/08, a AASPTJ-SP, interessada em conhecer como estão ocorrendo as recém-criadas audiências de custódia,esteve em visita às colegas, Mônica Aparecida de Souza Tavares, assistente social, Tatiana Alves Kamiya, psicóloga e Marlene Morais Luiz, estagiária de Serviço Social, do Setor Técnico da CEAPIS – Central de Alternativas Penais e Inclusão Social da SAP - Secretaria de Administração Penitenciária do Estado de São Paulo, responsáveis pelo atendimento dos presos em flagrante encaminhados às audiências de custódia no Fórum Criminal da Barra Funda.

 

 

 

Conseguimos! O PLC 06/2013 foi aprovado pela Alesp nesta quarta-feira (05/08). Não conseguimos a aprovação do projeto com seu texto original, mas com a emenda apresentada pelo líder do governo, deputado Cauê Macris (PSDB) que corta os cargos para apenas 25% do total, ou seja, 95 assistentes sociais e 42 psicólogos. Mas, diante da atual conjuntura em que vivemos foi uma vitória e tanto! Veja como foi

Para você, metodologias conhecidas como depoimento sem dano...