Questões Tecnicas

CRP-SP ingressa como amicus curiae da Organização CONECTAS, contra o Regime Disciplinar Diferenciado (RDD)

Fonte : 
CRP-SP

O CRP 06 manifestou-se quanto à solicitação da organização CONECTAS Direitos Humanos, de emissão de Parecer sobre danos para a saúde mental e para o equilíbrio psicológico que o isolamento prolongado em solitárias pode ocasionar às pessoas submetidas a este, especialmente, no Regime Disciplinar Diferenciado (RDD).

AASPTJ-SP reúne-se com setor técnico que atua nas audiências de custódia

Autor: 
Marcia Miranda, assistente da Diretoria
Autor: 
Elisabete Borgianni, presidente

No dia 17/08, a AASPTJ-SP, interessada em conhecer como estão ocorrendo as recém-criadas audiências de custódia,esteve em visita às colegas, Mônica Aparecida de Souza Tavares, assistente social, Tatiana Alves Kamiya, psicóloga e Marlene Morais Luiz, estagiária de Serviço Social, do Setor Técnico da CEAPIS – Central de Alternativas Penais e Inclusão Social da SAP - Secretaria de Administração Penitenciária do Estado de São Paulo, responsáveis pelo atendimento dos presos em flagrante encaminhados às audiências de custódia no Fórum Criminal da Barra Funda.

 

 

 

VITÓRIA DA RESISTÊNCIA: PLC 06/2013 é aprovado pela Assembleia Legislativa

Autor: 
Ana Carolina Rios

Conseguimos! O PLC 06/2013 foi aprovado pela Alesp nesta quarta-feira (05/08). Não conseguimos a aprovação do projeto com seu texto original, mas com a emenda apresentada pelo líder do governo, deputado Cauê Macris (PSDB) que corta os cargos para apenas 25% do total, ou seja, 95 assistentes sociais e 42 psicólogos. Mas, diante da atual conjuntura em que vivemos foi uma vitória e tanto! Veja como foi

AASPTJ-SP reitera importância do PLC 06/2013 em reunião com assessores da Presidência

Autor: 
Eduardo Campos Neves, primeiro tesoureiro

No dia 07/07, a AASPTJ-SP, representada pela presidente, Elisabete Borgianni, pelo tesoureiro, Eduardo Neves e pela assessora da diretoria Vilma Regina da Silva, esteve em audiência com os juízes assessores da Presidência Maria de Fatima Pereira da Costa e Fernando Awensztern Pavlovsky. AASPTJ-SP solicitou que Nalini encaminhasse ofício à Alesp pela aprovação do PLC 06/2013

Reunião com profissionais do TJ-MG

Autor: 
Maria Helena Correa, primeira secretária

 

Varas Especiais da Infância e da Juventude promovem palestra sobre medidas socioeducativas

Fonte : 
Assessoria de Imprensa do TJ-SP
GD/Assessoria de Imprensa do TJ-SP

A equipe técnica das Varas Especiais da Infância e da Juventude do Tribunal de Justiça de São Paulo promoveu hoje (2

Alesp adia votação do PLC 06/2013 para agosto

Autor: 
Ana Carolina Rios

Semana passada informamos que encontramos o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Fernando Capez (PSDB), no corredor e ele nos informou que o Projeto de Lei Complementar 06/2013 (cria cargos de assistentes sociais e psicólogos para o TJ-SP) será colocado em votação na primeira semana de agosto. Na última terça-feira (30/06) o deputado reafirmou a promessa de público. Veja como foi

 

 

Presidente da AASPTJ-SP participa de debate sobre Fundação Casa

Fonte : 
Sitraemfa
Sitraemfa

A presidente da AASPTJ-SP e da AASP Brasil, Elisabete Borgianni, participou no dia 20 de junho, na Assembleia Legislativa, da mesa de debates “O Trabalho Psicossocial na Fu

Líder do governo barra votação do PLC 06/2013 nesta semana

Autor: 
Ana Carolina Rios

Paciência e resiliência geralmente são duas características de assistentes sociais e psicólogos, acostumados a enfrentar as contradições do sistema e a lidar de perto com as mazelas da vida quotidianamente. Mas, tudo tem limite e o nosso está sendo a Assembleia Legislativa. Estar naquele espaço semanalmente assistindo a muitos debates vazios, projetos não serem votados, com exceção dos de autoria do governo, ouvir muitos discursos reacionários e ultraconservadores, tem sido um verdadeiro exercício de perseverança

Assembleia Legislativa tem duas semanas para aprovar PLC 06/2013

Autor: 
Ana Carolina Rios

Há uma semana noticiamos a aprovação do Projeto de Lei 112/2013, que aumenta as custas judiciais de 2 para 4%, foi aprovado na Assembleia Legislativa. E comentamos que deputados da base aliada ao governo nos diziam que deveríamos apoiar esta aprovação, pois este era o único caminho para que outros projetos, como o PLC 06 (cria cargos de assistentes sociais e psicólogos) e o PLC 56 (nível universitário dos oficiais de justiça) também pudessem ser aprovados.

 


Bookmark and Share